O que é?

A ginecomastia é o crescimento excessivo das glândulas mamárias em homens. Esse problema é mais comum do que se imagina, pois segundo estimativas a ginecomastia pode atingir cerca de 40% dos homens. Para solucionar esse problema é indicada a realização da cirurgia de ginecomastia. Na maioria dos casos, esse problema está associado a um desequilíbrio hormonal. Ele costuma acontecer na fase da adolescência, onde existe um grande aumento de produção de estrogênio e a diminuição da produção de testosterona.

E tem mais…

Ainda existem outros fatores que podem influenciar o problema. O uso de esteroides e anabolizantes, o aumento do tecido adiposo da região, o uso de drogas, genética, entre outras. Por esse motivo é muito importante procurar por um médico especializado em cirurgia de ginecomastia.

Para quem é?

O peitoral masculino é uma das partes do corpo mais admiradas pelas mulheres, porém quando a região é acometida pela ginecomastia, o homem pode passar por problemas psicológicos e emocionais, devido ao constrangimento e a baixa autoestima.

Em alguns casos, o problema pode ser observado até mesmo por cima da roupa, o que faz com que muitos homens acabem se excluindo do convívio social. A cirurgia de ginecomastia se tornou a solução para que esses homens voltem a ter uma vida normal.

O diagnóstico deve ser dado por um médico especializado e a técnica realizada na cirurgia de ginecomastia é determinada de acordo com o tipo de ginecomastia que o paciente apresenta.

CTA Abdominoplastia UP! Plástica

Como é?

O procedimento cirúrgico consiste em realizar um corte pequeno, em forma de meia lua em volta da aréola, onde as placas de gordura que caracterizam o problema são retiradas. Em alguns casos um dreno é colocado para a saída do pus e das secreções que possam se formar em função do corte.

Também é possível que uma lipoaspiração da mama seja realizada, essa indicação é feita para casos onde o aumento de mamas é causado somente pelo excesso de gordura. Ainda existe a possibilidade dos procedimentos serem combinados, primeiro é retirado o excesso de gordura e depois a glândula.

A cirurgia de ginecomastia pode ser realizada em pacientes com idade a partir de 18 anos de idade e com boa saúde física. A anestesia pode ser geral ou peridural com sedação. O procedimento cirúrgico dura em média 1 hora e a permanência do paciente no hospital deve ser de 8 a 12 horas.

Pós-operatório

Após a cirurgia de ginecomastia ser realizada é normal que o paciente sinta desconforto nos primeiros dias, mas a tendência é que ela seja minimizada com o passar do tempo. Para que isso aconteça basta seguir de forma rigorosa as orientações médicas para o pós-operatório.

É necessário que o paciente use malha na região operada por cerca de 1 ou 2 meses. Não se pode tomar sol na cicatriz por 6 meses e deve-se evitar esforços físicos por no mínimo 30 dias. A retirada dos pontos é realizada entre 7 e 14 dias após a realização da cirurgia.

O resultado final é um peitoral harmonioso e com uma cicatrização uniforme e pouco visível, deixando assim um resultado estético satisfatório.

Contato com consultora - UP! Plástica

Artigos Relacionados